A prefeitura de Lagoa Grande, através da Secretaria de Assistência Social, realizou nesta terça-feira (18), o dia D da Campanha Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes. O evento foi realizado na Câmara de Vereadores e trouxe à tona, através das apresentações de especialistas que abordaram questões preventivas ao apontamento de sinais importantes na identificação de casos, canais de proteção e denúncias.

A Secretária de Assistência Social, Eliene Neri, fez a abertura do evento que logo após foi conduzido pela equipe do CREAS. O tema foi abordado pela Coordenadora da Proteção Social Especial, Aleide Lima; Monalisa, Coordenadora do CREAS; Dra. Mariana Pereira, advogada e a psicóloga Mônica Cruz, do Conselho Municipal da Criança e Adolescente.

Defenda-se foi o tema adotado pela gestão. Devido a pandemia, a auto defesa de crianças contra a violência sexual foi explanada para um pequeno público composto pelos vereadores e convidados que acompanharam presencialmente e ao mesmo tempo foi transmitido uma live, através do instagram do CREAS.

A campanha de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes que está sendo realizada no município, tem o objetivo de sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes.

O abuso sexual envolve contato sexual entre uma criança ou adolescente e um adulto ou pessoa mais velha. As crianças, pelo seu estágio de desenvolvimento, não são capazes de entender o contato sexual ou resistir a ele, e podem ser psicológicas ou socialmente dependentes do ofensor.

Abuso ou exploração?

O abuso é a utilização do corpo de uma criança ou adolescente, por um adulto ou adolescente, para a prática de qualquer ato de natureza sexual. Já a exploração sexual é utilização sexual de crianças e adolescentes com a intenção de lucro ou troca, seja financeiro ou de qualquer outra espécie. A exploração sexual ocorre de quatro formas: em redes de prostituição, pornografia, redes de tráfico e turismo sexual. As duas situações são crimes de violência sexual.

O evento contou com a participação dos vereadores: Fernando, Vavá, Inaldo, Mantena, Neguinho, Lindaci, Rosa, Werliane e Edneuza; dos conselheiros: Cristiano Alves, Solineide e Josemar Ramos; Simone, coordenadora do Programa Criança Feliz; Norma Luna, coordenadora do BPC; Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), vinculado ao CRAS; Maria Regina, assistente Social do Cras de Vermelhos, e do Sindicato dos Trabalhadores, nas pessoas de Ivo e Marineide.

Se você tem conhecimento de algum caso de abuso sexual infanto-juvenil, denuncie. Abaixo seguem contatos que você pode estabelecer e ajudar a combater os abusos e violência sexual contra crianças e adolescentes:

Disque 100 (ligação anônima e 24 horas)

Conselho Tutelar

  • Rua do Juazeiro, Nº 80, Centro.
  • Contato: 87 – 99912-1474 (WhatsApp)

Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social)

  • Rua Senador Marcos Freire, Nº 17, Centro
  • Contatos: 3869 -9156 e 98128-7776 (WhatsApp)

Polícia Militar – 190

Fotos: Isael Cordeiro

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support